• BFF BIKE

Bike Urbana - Um caminho sem volta!

O caos em São Paulo causado pela greve dos caminhoneiros fez todo mundo ter que se virar para seguir a vida sem combustível. E você, sobreviveu?


Ao mesmo tempo em que vivemos dias de caos nas últimas semanas, vivemos também uma ocasião bastante interessante nas maiores cidades do Brasil, em especial em São Paulo. Eu confesso ser fã da “gamificação” das atividades em geral e me senti vivendo um desafio em que eu tinha que ir de um ponto ao outro sem poder usar o carro. E olha que meu tanque estava com 95% de gasolina!


Aproveitei então para usar minha bike elétrica (uma Vela comprada há alguns meses mas que ainda tinha sido pouco utilizada). Eu, que já havia usado a bike como meio de transporte diversas vezes antes, nunca tinha visto tamanho congestionamento de bicicletas na ciclovia durante estes últimos dias. Eram pessoas de todo o tipo, idade, classe social e destino final. Eu as olhava tentando adivinhar se elas eram do tipo que sempre usavam a bike como meio de transporte ou se estavam ali pela primeira vez, tentando se virar naquela semana de caos.


Minha experiência envolveu diversas viagens a pontos de parada que eu não tinha conhecimento se seriam "bike friendly", ou seja, se eu encontraria um lugar seguro para estacionar minha magrela. Não queria deixá-la presa num poste qualquer pois sabia que isso não era muito recomendado. Foi então que eu me tornei a maior pesquisadora de estacionamentos de bikes do Itaim Bibi - e fiz altas descobertas legais.


A primeira foi um serviço de primeiro mundo que consiste em containers localizados dentro de um estacionamento em que você paga uma diária de 5 reais e eles guardam sua bike dentro deles. Há ainda a possibilidade de você tomar banho caso precise dar aquele "tapa no visu" antes de chegar ao trabalho. Procure por Cipo.bike e você encontrará maiores detalhes.


Outra experiência futurística incrível foi visitar um amigo no Patio Victor Malzoni, um dos prédios comerciais mais modernos de São Paulo (não à toa abriga a sede do Google no Brasil). Lá eu pude contar com um serviço de vallet para minha bike. Isso mesmo, VALLET! Por 2 reais vem uma pessoa que recebe sua bike e a leva para um lugar seguro e cheiroso pelo tempo que você precisar.

Naquele dia, conversei com o segurança enquanto aguardava subirem minha bike na saída e ele me disse que, em média, aquele prédio recebia diariamente 900 bikes. Naquele dia eles já tinham parado de contar quando chegaram nas 1200!

E o melhor: ele achava que as pessoas chegariam cansadas e ofegantes por não serem acostumadas a este habito de transporte e se surpreendeu com TODOS chegando felizes, sorridentes e saltitantes em cima de suas magrelas! Por isso, eu aposto que mesmo tendo gasolina por ai, muitos irão aderir a este novo hábito causador de sorrisos espontâneos que tanto amamos!


No vídeo abaixo, muitas risadas no nosso primeiro rolê de bike elétrica por São Paulo!










COLA NA NOSSA RODA!

  • YouTube Social  Icon
  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Spotify Social Icon

© 2018 por Bike Friends Forever.